PORTO DE LUANDA


TOADAS

As toadas abaixo foram postadas por Adilson Fernandes

TOADAS DA NAÇÃO PORTO RICO

http://nacaoportorico.art.br/blog/

13 de maio
(Ivan Mendonça)

Oh! Eu sei, minha origem é Nagô,
É Nagô, é Nagô, é Nagô, é Nagô, é!
Oh! Eu sei, minha origem é Nagô,
Sei de onde vim, mas onde vou, senhor?
Onde estão nossas origens,
Que a história não registrou?
Onde estão nossos heróis da história,
E com passado de glória, com destemor?
Entre os grandes heróis, mostramos,
Que o líder maior, Zumbi.
Nunca foi o bicho mau da história,
Que muitas vezes na escola,
Com medo ouvi.
Viva treze de Maio,
“negro livre no Brasil”.
Mas ao bem da verdade,
Foi um “primeiro de abril”.

Se é Bàbá (Xeu êpa Bàbá)
(Shacon Viana)

Oxalá meu pai
Tenha pena de nós, tenha dó
Salve a Nação Porto Rico
Que seus poderes são maior
A Nação de Porto Rico
Vem trazendo todos os santos
Vamos homenagear
De Êxum a orixalá
Bate o agonguê, toque o ijexá,
Bate o agonguê, canta Xêuêpa Babá.

Salve os batuqieros
(Shacon Viana)

Bate o bombo no terreiro,
Chamando os filhos pra dançar.
Salve, salve os batuqueiros,
Porto Rico vai passar.
Da licença meu senhor,
Da licença minha senhora,
Da licença eu vou passar,
Que os trovão já vão embora.
Salve Deus minha Nação,
Que aqui se consagrou,
Salve o povo de Luanda,
Só um adeus que eu já me vou.

Canto pra Xangô Omulú
(Shacon Viana)

Surgiu um grito nas pedreiras,
“kawo, kawo, kabé, se ilê”,
bate o bombo na aldeia.
Chamando os filhos de fé.
Eu sou filho de Nanã,
Quem me chamou foi Yemanjá.
Porto Rico tem um baque,
Baque das ondas do mar.

Baque das Ondas
(Shacon Viana)

O feitiço da bruxa de pano,
Boneca de cera vamos respeitar
Porto Rico que vem de Luanda,
Segure o baque das ondas do mar.
Salve Xanô nas pedreiras,
Oxósse na mata, Oxum na cachoeira.
Odó Mió! Yemanjá.
Segure o baque das ondas do mar.
Vem chegando Nanã e Omolú,
Ossain e as folhas, salve Obá!
A rainha que é Yansan,
Segure o baque das ondas do mar
É das ondas do mar (êo)
É das ondas do mar (e laia)
É das ondas do mar
Segure o baque das ondas do mar
Pout Pourri – Nas águas verdes do mar
Nas águas verdes do mar,
Vi um barquete bonito
Quando o farol deu sinal,
Eu avistei Porto Rico.
Se meu povo está em guerra
Yansan vem lê salvar
Salve o povo de Olorún
Êpahei! Chegou Oba!
Atotô a Omolú,
Pra curar todos feridos.
A Yêeu, mamãe Oxum,
Com seu canto e muito brilho.
É Ogum nosso guerreiro,
É Oxósse o caçador.
Esse é o baque de guerra,
Salve o povo de Olorún.

Meu baque é lento

Meu baque é lento,
Vem das ondas do mar.
Vou levar flores,
Pra minha mãe, Yemanjá.
Toca o aljá pra Xangô,
Toca o Ijexá pra Oxalá.
Oxum é a Deusa do Ouro,
Princesa dos orixás.

Noite do dendê
(Shacon Viana)

Chega meu povo, corre pra ver,
Nação Porto Rico e a noite do Dendê.
Em 1914, fiz a noite do Dendê,
Em 1914, fiz a noite do Dendê.
Tocando ilu pelo terreiro, só pra ver o chão tremer.
Tocando ilu pelo terreiro, só pra ver o chão tremer.
Vamos cantar minha gente,
Nessa noite eu quero ver.
De Exu a Orixalá,
Batendo baqueta, quebrando o Dendê.

Elizabeth a rainha
(Shacon Viana)

Ela é a minha madrinha,
Elizabeth a rainha acabou de chegar.
Toque um egó, batuqueiro.
A que nesse terreiro, pra ela dançar.
É pra ela dançar, é pra ela dançar,
Toque um ego batuqueiro,
A que nesse terreiro pra ela dançar

Nação guerreira

Oh Porto Rico, Nação guerreira.
Nação verdadeira de muito valor.
Bate o bombo, manda uns trovão,
Porto Rico é de nação Nagô.

No toque do meu tambor

Quando toco meu tambor,
Quando escuto o meu cantar.
É no reino de Ogum,
Que Porto Rico vai passar.
No toque do meu gongué,
No chiquichá dos meus agbês.
Tarol e caixa pra você,
Na marcação que eu quero ver.
“Porto Rico é de Nação Nagô”

Toadas da Nação Estrela Brilhante de Igarassu

http://www.myspace.com/maracatuestrelabrilhantedeigarassu

Dou boa noite,
Senhor Rei, senhora rainha,
Batuqueiro, baianinha,
Vamos juntos festejar.
O nosso baque,
Ele é o triunfante,
Salve a Estrela Brilhante,
Está em primeiro lugar.

.

Senhor tocador me amostre o sinal,

Uma estrela para nos guiar.
Vem de Aruanda,
Nosso Rei mandou chamar,
Onde vai, Dona Emilia,
O lê lê, ca busquei,
O que vem ca busca.

.

Aruanda lê lê, Aruanda lá lá,
Aruanda lê lê, Aruanda lá lá,
Aruanda é que vem da tenda,
é que vem da tenda, é de tá tarará
Aruanda é que vem da tenda,
é que vem da tenda, é dita tarará

.

O meu bisavô,
Deu uma ordem só,
Sustenta a pisada,
Do trovão maior.

.

Oh vendo a Nação,
Pelo Auto da Conceição,
Nos viemos dar louvor,
Aos santos Cosme e Damião.
Para onde vai, catita,
Para onde vai eu vou,
Para o Rosário,
eu vou dançar saramuná.
A calunga é de cera, cera e madeira

.

Nosso Rei pediu,

Licença a São João,
Para coroar, oh cambinda,
Nossa Nação.
A nossa Nação,
Já é coroada,
Salve o pavilhão, oh cambinda,
É estrela dourada.

.

Eu sou da cambinda, cambinda,
Cambinda de valor
Eu quero é louvor a boneca,
A boneca do meu amor.
A boneca do maracatu,
Eu quero ver, quero ver.
A boneca do maracatu,
Mas só quem sabe é você,
Só quem sabe é você.

.

O povo que disseram,
Que o Estrela Brilante não saía.
O Estrela Brilhante está na rua
Por prazer e alegria.
Para onde vai, catita,
Para onde vai eu vou,
Para o Rosário,
eu vou dançar saramuná.
A calunga é de cera, cera e madeira

.

Virgem do Rosário, nossa casa cheira.
Cravo de rosa, flor de laranjeira.
Olê Bambi, olê bambá
Estrela Brilhante chegou pra ficar
E é a Virgem do Rosário
Nós viemos festejar

.

Oi toca a buzina,
Responde o gonguê,
Minha baiana é boa no pé.

Toadas da Nação Estrela Brilhante do Recife

http://br.geocities.com/maracatu_estrela_brilhante/

Cheguei meu povo

Cheguei meu povo, cheguei pra vadiar
Cheguei meu povo, cheguei pra vadiar
Sou eu a Nação Estrela não prometo pra faltar

Horizonte

Sou estrela do mar
Eu vivo a navegar
Eu sou!
Na ilusão do horizonte
Sou eu a estrela mais linda que há

Costa velha

Olha a Costa Velha é Nagô Afã
Estrela Brilhante é Nação Germana
Vejo um quê na estela, tem um brilho sem igual
Uma luz tão fagueira ilumina a corte real

Clementina de Jesus no Morro da Conceição

Os tambores acariciam a noite
Sinhá Marivalda acordou
E o estandarte do Estrela chegou
Ôoo ôo ôoo

Bravos guerreiros que dançam com ira da dor
Luz nas escadarias do morro
O estandarte do Estrela chegou
Salve o rei, salve a rainhado

Morro da Conceição!
Eles descem o morro de branco
pra sambar maracatu

Dança rainha

Dança a rainha, vassalo e escravo
Todos os lanceiros e a corte real
Toque o batuque no baque virado
Dama de paço escute o compasso
Vem meu rei, embaixador e princesa também
Catirina olha o baque zuando
É o Estrela que já vem chegando

Levante a bandeira

Levante a bandeira que o mestre apitou
Com dama de paço o Estrela chegou
Chegou, chegou
Com baque parada e baque trovão
Com dama de paço escuta o refrão

Nossos tambores

Quando os nossos tambores zoou
E a dama de paço girou
Meu estandarte brilhou
Porque sou Nação Nagô
Vem Nação Estrela Brilhante cantar
Bate forte os nossos tambores
Rufa a caixa, mineiro e ganzá
Joventina Erundina não deixa o tambor se calar

Vovó
Vovó falou e o Barão assinou
Vovó falou e o Barão assinou
Estrela Brilhante é Nação Nagô
Estrela Brilhante é Nação Nagô
Na marcação das alfaias
no tilintar do gonguê
no xiquexá das maracas
na marcação do agbê

Toque o gongue

Toque o gonguê, balance o ganzá
É no baque virado que o Estrela vai passar
Cante sinhá, toque sinhô
Sou afro-africano e também Nação Nagô

Anúncios

2 Respostas to 'TOADAS'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'TOADAS'.

  1. Flávio said,

    E ai galera, cadê as nossas toadas?

    • cristianeps said,

      É isso aí, muito bem lembrado. Te prometo que vou me esforçar pra dar conta do recado. Beijo, Cris.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: